Buscar
  • Gabriel Reis, CFP®

Como proteger seus investimentos da inflação?




Para iniciarmos, é necessário entender o conceito de inflação. De forma resumida, inflação é o aumento geral de preços que implica na redução do poder de compra. Por exemplo, quando você vai ao mercado e compra quatro tomates com R$ 10,00 e, no dia seguinte, o tomate aumentou de preço e só é possível comprar três. Isso é inflação. No Brasil os índices utilizados pelo governo para medir a inflação são o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e o IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado).


Se, como consequência, a inflação diminui o seu poder de compra, você precisa fugir dela, certo? Não necessariamente. Infelizmente, todas as pessoas são afetadas pela inflação: ela está no seu salário, nos serviços que você contratou e até no café que você comprou na padaria. O que dá para fazer é tentar dar uma driblada nela para não perder dinheiro. Mas, como? Vamos te explicar melhor a seguir.


A inflação também interfere na definição de taxas de juros aplicadas, no caso, a taxa básica de juros (Selic) que é modificada pelo Banco Central para manter o controle dos preços no País. Em geral, os rendimentos das aplicações financeiras tendem a acompanhar esse direcionamento.


Deixar dinheiro parado ou na poupança geralmente não são boas alternativas. Pois, quando a inflação supera os juros pagos pela poupança, esse tipo de investimento deixa de valer a pena. É necessário buscar novas modalidades de investimentos, de preferência, aplicações com remuneração atrelada ao IPCA, pois em geral elas oferecem o retorno da inflação e mais uma taxa fixa.


Conheça alguns exemplos desse tipo de investimento:


Tesouro direto (IPCA);

Renda fixas: (CDB), (LCI), (LCA), (CRI), (CRA), (Debentures);

Fundos imobiliários;

Fundos de inflação;


Dicas importantes pra você, que já é investidor ou que deseja ingressar nesse mundo dos investimentos:


Mantenha-se informado sobre as previsões do IPCA

Conheça o que fazer nas situações de alta ou baixa inflação

Compare o rendimento do investimento e da inflação.

Conheça possíveis encargos que possam ser descontados do valor investido e da rentabilidade.


Esse é um assunto que, além de interessante, é muito importante pois interfere na vida de todos, independentemente da forma como se guarda dinheiro ou dos objetivos de rentabilidade.


Ficou com dúvida? Nós da Financial podemos te ajudar com todos esses conceitos e te ensinar como lidar com tudo isso, guiando você para suas conquistas.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
 
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • YouTube

©2020 por Financial Advisor Brasil