Buscar
  • Gabriel Reis, CFP®

Carteira administrada: Seu dinheiro investido por profissionais

Ter um profissional investindo seu dinheiro, enquanto você somente acompanha a rentabilidade ainda é uma realidade para poucos investidores. Mas, será que você poderia também optar por essa modalidade? Antes de entender as vantagens e desvantagens da carteira administrada, precisamos entender o que ela é e qual sua diferença para uma carteira de investimentos tradicional.


Em uma carteira de investimentos tradicional, o investidor que decide onde investir, avaliando se os ativos estão ou não de acordo com seus objetivos. Mesmo que esse investidor conte com a ajuda de assessores e analistas, a escolha e a decisão final sobre os investimentos são sempre dele. E isso pode ser um problema.


Muitas vezes a falta de conhecimento, de experiência e, até mesmo de tempo, faz com que investidores não saibam como tomar essas decisões com clareza, gerando investimentos desajustados com seus perfis. Ou, até mesmo, cometam equívocos no gerenciamento de sua carteira, vendendo produtos com prejuízo, concentrando demais a carteira em um único produto, entre outros.


O serviço da carteira administrada busca trazer soluções para essas questões, pois permite que um investidor contrate um profissional para tomar as decisões de investimento de acordo com o perfil e necessidades do cliente. Desse modo, toda a estratégia de alocação é traçada especificamente para esse investidor. Na prática, o cliente e o gestor da carteira definem uma política de investimentos, estabelecendo o risco das aplicações e as necessidades de prazo do investidor. Por exemplo:


Um investidor gostaria de investir tendo ao menos 30% do dinheiro para resgatar a qualquer momento, deseja incluir na carteira ativos de risco (como ações e fundos mais agressivos) e seu objetivo para esse capital consiste na sua aposentadoria daqui a 15 anos. Com base nessas necessidades e perfil, o gestor vai buscar produtos e estratégias que se encaixem nessa política de investimentos, podendo movimentar a carteira, alterar ativos, aumentar ou reduzir a exposição da carteira, de acordo com o objetivo definido pelo investidor e com a sua leitura de mercado, cenários econômicos e oportunidades.


Por isso, investir através de uma carteira administrada possui enormes vantagens:


Customização

Como falamos anteriormente, a carteira administrada permite a escolha personalizada de produtos e estratégias para um único investidor. Afinal, cada um de nós tem sua própria realidade financeira e objetivos de vida.


Pouca demanda de tempo ao investidor

Com a vida cada vez mais corrida, é comum investidores não terem tempo de acompanhar seus investimentos durante o dia, ler balanços de empresas, ler diversos relatórios e notícias ou estudar todas as opções de investimento. Uma carteira administrada permite que o investidor demande pouco tempo para ter sua carteira bem alocada.


Liquidez

Na carteira administrada, o prazo de resgate é a dos próprios investimentos. Se o gestor adquiriu ativos com liquidez diária, é assim que os ativos vão se comportar, pois eles são de propriedade do investidor. Portanto, pode ser definido juntamente com a política de investimentos qual a liquidez desejada para os ativos que irão compor a carteira.


Tributação

Comparando a um fundo de investimentos, que tem sua cobrança de imposto de renda realizada sobre toda a rentabilidade do fundo e ainda possui o pagamento obrigatório semestral (come-cotas). Na carteira administrada, o IR é calculado individualmente por produto, podendo conter ativos em que o imposto é recolhido na fonte, o imposto pago por DARF e até mesmo ativos líquidos de IR. Assim, todas essas questões podem ser analisadas ao definir a política de investimentos e ter o auxilio da gestão para sua perfeita execução.


Acesso a produtos exclusivos


Por ser uma carteira gerida por um profissional, essa carteira pode ter acesso a investimentos que o investidor sozinho não teria acesso, devido as empresas de gestão terem acesso a produtos institucionais. Um exemplo são as letras financeiras que funcionam de forma parecida com os CDBs, mas com rentabilidades e riscos maiores. Porém, LFs dificilmente aparecem como opção para pessoas físicas.


Porém, alguns detalhes ainda afastam os investidores da carteira administrada:


Custos

Como todo serviço customizado, a carteira administrada tem um custo para sua administração. Sendo assim, se for comparada a serviços gratuitos de assessoria de investimentos, esse serviço acaba trazendo um custo que o investidor não teria decidindo sozinho.


Patrimônio Mínimo

Em geral, o serviço de carteira administrada é ofertado por empresas focadas em grandes investidores, com o um patrimônio mínimo de R$ 1.000.000,00 para criação de uma carteira administrada.



Por que esses detalhes não deveriam afastar investidores



Estudos de 2015 nos EUA, comprovaram que mesmo pagando por serviços de gestão, carteiras administradas rendiam até 1% ao ano a mais que carteiras com assessoria gratuita. Ou seja, mesmo havendo um custo pela gestão, essa gestão se pagava e rentabilizava a mais para o investidor.

E com a evolução do mercado financeiro brasileiro, algumas casas de gestão já estão flexibilizando esse mínimo de aplicação para esse serviço, focando em investidores menores. Já existe até mesmo carteiras administradas por robôs e algoritmos, sem mínimo de aplicação.


Dessa forma, a crença de que ter um profissional investindo o seu dinheiro é coisa somente para multimilionários é falsa. Você pode sim contar com uma gestão profissional para sua carteira caso faça sentido para você e nós da Financial Advisor como consultores de investimentos, auxiliamos nesse processo, desde definir sobre ter ou não uma carteira administrada até de escolher a empresa de gestão que esteja de acordo com seu perfil, seu patrimônio e seu objetivo.





6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo